quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A não perder...


Como estar no campo de batalha, para desertar, e acabar com uma condecoração por actos de bravura?!?!??!??!

Assim escrito até parece uma brincadeira de mau gosto...mas aos homens do 326 foi exactamente isso que aconteceu. E ainda muito mais...
Mas o melhor mesmo é ler esta belíssima obra de Arturo Pérez- Reverte. Mais uma extraordinária recriação histórica, de fina e intensa ironia, relatada na primeira pessoa por um soldado espanhol...
A guerra, no seu lado mais negro, está intensamente presente. Porém, a escrita, o ritmo, os recursos estilisticos, a que não escapam umas soberbas e inusitadas onomatopeias, faz-nos "viver" e "acompanhar" esta estranha odisseia...
A NÃO DEIXAR DE LER, MESMO!!!!!!

Imagem (C) Google Images
Enviar um comentário