segunda-feira, 12 de outubro de 2009

CAVATINA


Obstruído o caminho da transparência
só me resta reunir os fragmentos do sol nos espelhos
e com eles junto ao coração
atravessar indiferente a desordem matinal dos mastros.

Quanto mais envelheço mais pueril é a luz
mas essa vai comigo.

 in Eugénio de Andrade, Poesia em verso e prosa

Pintura (C) Yves Tanguy
Enviar um comentário