terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Terras nascidas do rio







carregadas de antigas cheias...
Terras de texturas intensas, de odores ricos e variegados...
O sol aduba-as de vida espreitando o momento da chegada do rio...
Cada manhã o ar estende-se pelos outeiros na ânsia de chuva...
Ouvem-se zumbidos, e, solene, paira contra o azul uma ave maior...
Das cepas, as vides descarnadas, oferecem-se sublimes ao gume do podão...
Na curva, o rio caminha em busca do mar.
Fotografias©Avelaneira Florida

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Manifesto do Futurismo




Em termos artísticos, o Manifesto permitiu desencadear novas expressões e sensibilidades...


Marinetti, Filippo Tommaso apresenta nas páginas do Jornal Le Fígaro, 20 de Fevereiro 1909, as linhas mestras do seu pensamento...


Mas...


lendo em pormenor todo o articulado descobrem-se "perspectivas" algo inquietantes: a "glorificação da guerra", o "desprezo pela mulher" e até o apelo à "destruição dos museus, bibliotecas e academias"...




Dá que pensar!!!!!



Notícia in Jornal Público, 20 Fevereiro 2009

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

pego nas palavras do poeta...


Ventos estáveis, gaivotas sobre
os molhes. A rebentação fixa-se
no ouvido. O som da água
nas fissuras da rocha, os gritos
que se perdem nas praias.

Barcos ancorados
na floresta.
Nuno Júdice, Mar
Pintura (c)Elizabeth Bernard

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

tant de soleil...


Sous le soleil © Andelou

CHEMIN DU SOLEIL©Christian Eurgal


Soleil sur Suomenlinna , Finlande © Brigitte Pellerin





sábado, 14 de fevereiro de 2009

Uma autêntica "lufa-lufa"!!!!!!!!!!!!




No lançamento da 13ª edição
da Revista de Carnaval
- O BARRETE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Fotografias © Avelaneira Florida

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

UMA LIÇÂO DE HUMANIDADE...

O cão que permite que se salvem 4 gatitos da imensa tragédia...
Eanquanto que os Seres ditos RACIONAIS se afadigam a criar focos de incêndio!!!!!
Afinal, onde estão os CONCEITOS e VALORES?????

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Dói na nossa carne...


É impossível não doer!
As imagens que nos chegam da que parece distante Austrália, mas que nos fica tão íntimamente perto!
Pálida será a ideia que nos transmitem.
A dor, a perda, a tragédia serão muito maiores ...
Depois ficamos a pensar...
Como pode o ser humano ser capaz de criar apocalipses?
Suspeita-se de fogo posto...
Como aceitar que alguém se sinta humano perante a violência exercida sobre os seus iguais???
Olhamos o visionário Bosch e até percebemos a atracção do fogo. A redenção das chamas perante a mancha negra da danação...
Mas...
Que mãos ateiam o fogo? Qual o coração que se compraz na dor?
e de repente, a nossa gota de felicidade, sente-se tão pequenina!!!!
Pintura©Hieronymus Bosch

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Quando amanhã


Quando amanhã,

na subida mais íngreme daquele monte,

um deus inscrever seu azulado arco

por sobre o fio geral do horizonte

-sobre o esplendor das asas matizadas

pelo calor da lenha a crepitar, pelo fulgor

das cinzas espalhadas rente à terra

como adubo atirado ao amanhecer -

dirás quanto de mim for posse e perda,

sorriso e choro, sabor de doces frutos

ou parca ilusão:


dirás quanto de tudo a vida se revolve,

se incendeia.


João Rui de Sousa
in Quarteto para as próximas chuvas
Imagem© photobucket.com