terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Purple






a tempestade imensa do acto de florir...




Imagens ©Art print




5 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

A tempestade imensa do acto de florir pode ser a vida que renasce em cada Primavera e que requer emoção mesmo quando o Outono nos acena o porvir.


abraço

Brancamar disse...

Que lindo Avelaneira!

Uma explosão de vida, nestes dias que se fizeram de sol.
Foi bom passar por aqui e reconfortar a alma neste jardim que construíste para nós.
Obrigada.
Beijinhos.
Branca

Ad astra disse...

renas(cendo)

sempre!


e claro que podes sempre levar os poemas que quiseres

Cata-Vento disse...

Deixo-te mil beijinhos e a minha amizade.

Bem-Hajas, amiga!

Méon, disse...

Vêm aí as flores! Tu as anuncias, como andorinha de Primavera!
Bj SEMPRE!