quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

pego nas palavras do poeta...


Ventos estáveis, gaivotas sobre
os molhes. A rebentação fixa-se
no ouvido. O som da água
nas fissuras da rocha, os gritos
que se perdem nas praias.

Barcos ancorados
na floresta.
Nuno Júdice, Mar
Pintura (c)Elizabeth Bernard
Enviar um comentário