domingo, 19 de junho de 2011

Marcas de MEMÓRIA



Vidas. Gentes feitas de esforço e luta diária. Contra o esquecimento. Contra as agruras da sorte quase sempre distante, inatingível.
Pedaços de dias.Eternas noites. Marcas e gestos.Nomes.
Na margem do Tejo assistem ao passar do tempo.Sustendo-se nas areias, na maralha, na impotência dos que ainda acreditam...

Fotografias(C) Avelaneira Florida

2 comentários:

Méon, disse...

Neste caso também podem ser "memórias que deixam marcas"...

Marcas coloridas, na madeira já gasta... E os teus olhos, Avelã, que sabem procurar e encontram sempre.

Bj

Petrus Monte Real disse...

História de gente do meu país... que não sei como vive em circunstâncias tão difíceis!
Mas vive... mesmo sabendo
quão negro, o futuro que a espera.
Incrível!
Dá que pensar.